Ainda sem título

Setembro 30, 2008


1º Capítulo

I

– Estou na América Central. E tu? Digo eu.
– Por essas zonas das Caraíbas.
– Hummm, pode ser que nos cruzemos por lá numa ilha qualquer.
– Como está a tua água?
– Quente, maravilhosa…
– Vem para aqui, está calmo o mar, delicioso.
– Uma espreguiçadeira dentro de água, uma água de coco ou algo bem fresco.
– Parece-me bem, aqui também não se está mal de todo, o mar está tranquilo, rebenta a onda fraca, à beirinha, com o cocktail bem fresquinho.
– Como fazemos vou eu ou vens tu? Perguntava eu.
Tu dizes sedutoramente:
– Está um por do sol maravilhoso e uma temperatura cá fora do melhor. Uma brisa leve…
– Pronto convenceste-me, vou para aí.
– Estou a ver-te, estou a acenar-te, vês? Grito.
– O pôr-do-sol tapa-me o horizonte, chega-te mais perto.
– Vês agora?
– Chega-te.
– Estou a 10 metros.
– Estou a ver.
– Será uma miragem?
– Não, sou eu.
– O teu corpo está envolto de ondas de calor, pareces uma miragem.
– Mas sou real.
– Estou-te a ver, estás mais definido.
– Olá
– Senta-te.
– Olá.
– Desfruta deste belo momento.
.- É um prazer vir de tão longe para te conhecer.
– Toma estas lindas flores para que o teu jardim fique mais bonito.
– Gracias!
– Serve-te de uma bebida e junta-te a mim.
– Obrigado.
– De nada.
– Hummm, está uma delícia. Digo.
– Tudo aqui está agora perfeito, posso começar a escrever o meu livro.
– Ai sim?
– E tu carinho, vais ser a minha musa.
– Gosto, é um bom começo! Exclamas.
– Vamos dar um mergulho e ver as profundezas do mar?
– Sim, vamos.
– Vamos, lá então.
– Está uma delícia!
– Óptima! Acho que não vou conseguir sair desta água de tão boa que está.
– É verdade, ficava aqui sempre.
– Tranquilidade é o que preciso, este mar está-me a dar tudo isto e a tua companhia também, é óptimo.
– Sim. És uma óptima companhia, está tudo perfeito.
– Estou apaixonado por isto tudo e ainda agora cheguei. Balbuciava eu em voz alta.
– Vive o momento, deixa-te levar. Dizias.
– Sim. Vamos nadar?
– Vamos, mas nas calmas, curtir o mar, com carinho, não me apertes muito.
– Sim, sou muito meigo e doce. Sente os meus olhos repousam nos teus, as minhas mãos sussurram pelo teu toque e a água morna canta delicias mil em nossos corpos.
Tu sorris e eu afago o teu cabelo preto e macio com um beijo demorado.
– O Sol está prestes a esconder-se mas nem assim deixa de sorrir.
– Com isto tudo acho que estamos no fundo do mar, já nem consigo respirar estou ofegante, meu coração bate, não sei se me apetece vir ao de cima.
– Deixemo-nos levar, boiar até a praia, deitar na areia e repousar a ver o sol esconder-se  no horizonte. Dizias.
– É o inicio do meu livro e do nosso grande amor. Conclui.

II

Depois disto tudo virámos-nos de costas um para o outro e fomos dormir passadas seis horas de amor pleno.
– O mar dá cabo de mim, os teus beijos deixam-me sem fôlego e os cocktails ao sol, dão-me moleza. Olha, vamos dormir? Dizias graciosamente.
– Ao pé de mim tu nunca dormes cedo, sabes isso, nem gostas.
– Sim, eu sei.
Adormecemos com o sol a tocar-nos ao de leve, abraçados.
Eu acordo, tu ainda dormitas e acordas-me com um sorriso e um carinho.
Belo acordar, vejo nos teus olhos, tu sorris. Dás-me um beijo. Sinto-o profundamente.
– Levas-me ao colo para o quarto ou vamos para dentro de água? Perguntavas-me…
– Vamos para o quarto. Respondo-te deixando deslizar meu braço envolvendo-te.
– É longe?
– Não, mas nos meus braços estás perto. Deito-te na cama e tu não me queres largar, eu beijo-te e digo-te que já volto, tu esperas calma, mas perguntas:
– Onde vais? Não vás, fica.
Regresso pouco depois com um tabuleiro. Tu sorris.
Trago o pequeno-almoço, frutas várias frescas, leite, água de coco, pão fresco, queijo, compota de goiaba e uma flor que não sei o nome que estava no jardim.
Comemos e beijamo-nos intensamente. Sorrimos de prazer.
– Estou com preguiça, dizes-me com um olhar meigo. Eu olho para ti e faço-te carícias, tu adormeces. E eu também, o sono merecido.
Abraças-me, aconchegas-te, aninhas-te e beijas-me.
– Até logo dizes ao meu ouvido, eu sussurro, amo-te.
E adormeço nos teus braços.

Flávio Andrade