Caderno

Setembro 29, 2010

Quantos dias faltam?….
Quantas horas esperam?…
Quantos momentos desperdiçam?…

Algures, um sopro, uma brisa…
Roça a pele no orvalho e transparece…
A pétala no lago desliza…

Vermelhas elas brancas sorriem
no fim…

Flávio Andrade